Tradener investirá R$ 110 milhões em PCH contratada no LER

Para Walfrido Ávila, presidente da comercializadora, geração própria dá mais garantia aos contratos

Carolina Medeiros Investimentos e Finanças
26/09/2016

A Tradener participou do Leilão de Reserva, que aconteceu na última sexta-feira, 23 de setembro, e viabilizou uma PCH de 15,8 MW de potência. A PCH Tamboril, em Goiás, segundo Walfrido Ávila, presidente da comercializadora, receberá investimentos de R$ 110 milhões. A energia da usina foi comercializada a um preço médio de R$ 232,50/MWh.

"Era hora da Tradener ter alguma geração própria, porque o mercado está olhando para nós e pede que a gente tenha um pouco de energia própria para dar mais garantia aos contratos", explicou Ávila em entrevista à Agência CanalEnergia. De acordo com ele, a usina será construída com recursos próprios e começará a fornecer energia em março de 2020, em um contrato de 30 anos.

"Esse leilão foi de grande importância para a Tradener, pois além de ampliar nosso portfólio de 800 MW comercializados, também é o início de um grande investimento da companhia na geração de energia renovável, que contempla também projetos voltados à energia solar, biomassa e eólica", comentou o executivo.

 Ele contou que a empresa já tem projetos eólicos inscritos para o próximo Leilão de Reserva e também projetos de PCHs voltados para o mercado livre.

"Vamos colocar no mercado livre, assim que as condições de financiamento estiverem mais claras no Brasil", apontou. O primeiro Leilão de Reserva do ano teve uma oferta de 641 MW, mas apenas 180,3 MW foram contratados a um preço médio de R$ 227,02/MWh.