Siemens Gamesa tem prejuízo de 35 milhões de euros

Resultado refere-se ao primeiro trimestre fiscal da companhia que corresponde aos meses de outubro a dezembro de 2017

Maurício Godoi Da Agência CanalEnergia
30/01/2018

De São Paulo

A companhia explicou em seu release de resultados que os números apresentados estão em linha com as previsões para o ano e a atividade comercial foi classificada como vigorosa em todas as unidades de negócios. Os pedidos para turbinas onshore subiram 19% enquanto offshore praticamente dobraram.

As receitas de vendas do grupo recuaram 23% na comparação com o mesmo período anterior, para 2,1 bilhões de euros, montante esse dividido entre venda de turbinas com 1,84 bilhão e as vendas de O&M com 287 milhões de euros. Já o resultado Ebit (antes de juros e impostos), pré PPA, custos de restruturação e integração ficou em 133 milhões de euros, queda de 51%. Já a margem desse indicador alcançou 6,3%.

Durante o trimestre em questão, afirmou a companhia, houve avanços no processo de integração pós fusão. Citaram que foram tomadas decisões acerca do portfólio de produtos. Os primeiros modelos foram apresentados ao mercado o SG4.2-145 para parques onshore e o SG 8.0-167 DD para o offshore.

Em termo de mercado a Siemens Gamesa citou a Índia como uma região que apresentará estabilidade em 2018 e normalizará suas atividades em 2019. E há fluxo de pedidos de grande volume nos Estados Unidos, Dinamarca, Tailândia e Egito.