Seminário na Aneel vai discutir desafios da geração de energia elétrica

Proposta da agência é promover amplo debate sobre planejamento, regulação, licenciamento e expansão do sistema

Sueli Montenegro  Da Agência CanalEnergia
03/10/2017

De Brasília

Planejamento, regulação, licenciamento e expansão da oferta de energia são os quatro temas  do seminário “Desafios da Geração no Brasil”, que a Agência Nacional de Energia Elétrica vai promover no próximo dia 19 de outubro na sede da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil, em Brasília. A proposta da autarquia é fazer um grande evento com a participação de figuras representativas de diferentes instituições do Poder Executivo, de agências de regulação e da iniciativa privada.

O seminário será aberto pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, e pelo diretor-geral da autarquia, Romeu Rufino, e vai discutir na sequência o planejamento da geração  do ponto de vista da política energética, da expansão da oferta, dos investimentos, do futuro do mercado de energia e dos desafios da operação com o aumento da participação das fontes renováveis na matriz elétrica brasileira.

O segundo painel vai tratar de questões de regulação da geração, com diferentes enfoques  apresentados por Rufino, pelo diretor-presidente da Agência Nacional de Águas, Vicente Andreu, e pelo diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo e dos Biocombustíveis,  Décio Odone. Andreu vai falar sobre  o papel instituição na gestão e usos múltiplos dos recursos hídricos; Odone sobre a integração do setor de  gás e de energia e Rufino sobre a articulação da Aneel com  os demais setores de  infraestrutura.

O licenciamento socioambiental de empreendimentos de geração será discutido em seguida pelos presidentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Suely Araújo; da Associação Brasileira das Entidades de Meio Ambiente, Luiz Tarcísio Mossato Pinto e do Fórum do Meio Ambiente do Setor Elétrico, Ênio Fonseca. O debate vai tratar dos  desafios, dificuldades, agilidade no processo de licenciamento, integração entre instituições e contribuição dos órgãos ambientais no planejamento da expansão.

O quarto e último painel vai reunir lideranças das associações empresariais que representam as diferentes fontes de geração, entre hidrelétricas de maior e menor porte, usinas termelétricas, centrais geradoras eólicas e solar fotovoltaicas e empreendimentos de cogeração de biomassa. O tema comum serão os desafios da expansão, considerando aspectos como vantagens de cada fonte, integração com a transmissão, geração em larga escala e geração distribuída, contratação de energia e ações para atrair mais investidores em geração.