Reservatórios estão melhores do que em 2018, avalia Electra Energy

Contudo, condições de segurança do sistema elétrico podem não ser confortáveis e custos de operação podem ser altos

Da Agência CanalEnergia 
25/04/2019

Os reservatórios das hidrelétricas estão em situação melhor neste ano do que em 2018, disse o vice-presidente da Estratégia e Novos Negócios, da Electra Energy, Edvaldo Santana, em evento em São Paulo, nesta quinta-feira, 25. Entretanto, as condições de segurança do sistema elétrico podem não ser confortáveis e custos de operação podem ser altos.

“Estamos prestes a concluir abril e estamos chegando ao fim do período de chuvas e início do período seco. O reservatório médio Brasil pode ser que chegue no final do mês com 45% e a situação é confortável. A 10 anos atrás, um reservatório com 45% já estaríamos falando em racionamento. Mas em relação ao que vem acontecendo desde 2013, 45% é excelente”,  avaliou o executivo.

“Por que a situação pode ser razoavelmente confortável? Porque tem muita eólica e entrada de energia solar, essas fontes salvam o atendimento da carga ao longo do próximo período do ano, mas as condições podem não ser tão seguras e os custos podem não ser tão baixos”, explicou.

De acordo com dados o Operador Nacional do Setor Elétrico (ONS), o subsistema Sudeste/Centro-Oeste está com 44,53% de armazenamento. A região concentra 70% da capacidade de armazenamento hidrelétrico do país. O subsistema Sul está com 42,06% de capacidade; o Nordeste, 57,30%; e o Norte, 70,66%. Por outro, a carga de energia deste ano está em níveis semelhantes a 2012, com aproximadamente 63 mil MW médios, reflexo da recessão econômica do país.