Renováveis chegarão a 83,4% na matriz de oferta elétrica brasileira de 2016

Nas previsões, a fonte hidráulica é a que mais se destaca, elevando sua participação de 64% (2015) para 70,3% (2016)

Da Agência CanalEnergia Operação e Manutenção
27/10/2016

As fontes renováveis vão subir oito pontos percentuais na matriz de energia elétrica de 2016, atingindo uma participação de 83,4% (70,3% de hidráulica, 8,5% de biomassa, 4,5% de eólica). Em 2015, essas fontes representaram 75,5%. Os dados constam no Boletim Mensal de Energia referente ao mês de agosto, elaborado pela Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia. Quando considerada a oferta interna de energia brasileira a estimativa para 2016 é que as renováveis venham contribuir com 43,5%, indicador também superior ao verificado em 2015, de 41%.

Nas previsões, a fonte hidráulica é a que mais se destaca, elevando sua participação de 64% (2015) para 70,3% (2016) na matriz de oferta de energia elétrica, e de 11,3% para 12,7% na matriz de oferta interna de energia. A energia eólica, na matriz elétrica, deve subir um ponto percentual, passando de 3,5% (2015) para 4,5% (2016), o que representará uma geração perto de 30 TWh neste ano. Já para a biomassa, a previsão é que passe de 8% (2015) para 8,5% (2016), também na matriz elétrica.