Omega Geração prepara IPO

Colocação inicial de ações no mercado financeiro será realizada no Brasil, com esforços para colocação no exterior

Wagner Freire Da Agência CanalEnergia
16/05/2017

A Omega Geração informou ao mercado que prepara uma oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) na B3 (antiga BM&FBovespa). A colocação inicial de ações no mercado financeiro será realizada no Brasil, com esforços de colocação no exterior. Parte dos recursos serão utilizados para aumento de capital da companhia e parte será direcionada aos acionistas.

A Omega atua no Brasil na produção de energia elétrica, por meio da operação de três pequenas centrais hidrelétricas (42,7 MW) e dois parques eólicos (98 MW). Conta com um portfólio de 3 mil MW, e está construindo mais uma PCH (30 MW) e um parque eólico de 70 MW.

Segundo o prospecto preliminar, a operação está sendo coordenada pelos bancos BTG Pactual, Bank of America Merrill Lynch (BofA), Bradesco BBI, Itaú BBA, Santander e pela corretora XP Investimentos. Simultaneamente, serão também realizados esforços de colocação das Units no exterior pelo BTG Pactual US Capital LLC, pelo Merrill Lynch, Pierce, Fenner & Smith Incorporated, pelo Bradesco Securities, Inc., pelo Itau BBA USA Securities, Inc., pelo Santander Investment Securities Inc. e pela XP Securities, LLC.

A oferta terá distribuição primária e secundária de certificados de depósitos (Units), sendo cada unit representando uma ação ordinária (com direito a voto) e duas preferências. O preço e o volume da emissão será fixado após a conclusão do procedimento de coleta de intenções de investimento junto a investidores nacionais e internacionais.

"A companhia manterá o mercado atualizado a respeito dos desenvolvimentos relacionados à oferta, bem como da realização de Reunião do Conselho de Administração da Companhia, a ser convocada para deliberar sobre a determinação do preço por Unit e o aumento de capital da companhia decorrente da realização da Oferta", conclui o comunicado disponibilizado pela empresa na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na última sexta-feira, 12 de maio.