Ocorrências no SIN inviabilizam importação de energia do Uruguai, aponta ONS

Desligamento de subestação e LTs da Eletrosul interrompem 25 MW de carga e impossibilitam a importação de energia do Uruguai pela Conversora de Melo. Escoamento da produção eólica da região para o SIN também é afetado

Agência CanalEnergia 
25/02/2019

Desligamentos automáticos em pontos do sistema elétrico do Rio Grande do Sul interromperam 25 MW de carga no extremo sul do estado na madrugada do último domingo, 24 de fevereiro, impossibilitando a importação de energia elétrica do Uruguai pela estação Conversora de Melo, assim como o escoamento da geração eólica da região para o SIN, também comprometido. A informação consta na última atualização do Informativo Preliminar Diário da Operação (IPDO), publicado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

O operador reportou que chuvas fortes contribuíram para a queda de seis torres da LT 525 kV Povo Novo/Marmeleiro 2, causando às 01:53 horas o desligamento da própria linha e da LT Marmeleiro 2/Santa Vitória do Palmar 2, ambas da Eletrosul. Também houve a queda de duas torres da linha 138 kV Quinta/Marmeleiro, de posse da CEEE-GT.

Segundo o ONS, a previsão de retorno da LT Quinta/Marmeleiro é para esta segunda-feira (25), enquanto que os outros empreendimentos ainda não contam com estimativa para normalização.

Na mesma publicação, foi informado o religamento às 04:03 horas da LT 525 kV Povo Novo/Nova Santa Rita, que se encontrava indisponível desde 11 de fevereiro, devido à queda de uma torre e avarias em outras três.