MME aprova eólicas da EDP Renováveis como produtores independentes

Investimentos para construção de seis usinas no Rio Grande do Norte soma R$ 902,6 milhões. Obras começam em 2022 e devem ser concluídas até final de 2023

Da Agência CanalEnergia 
28/01/2019

O Ministério de Minas e Energia autorizou a operação como produtor independente de energia de seis usinas de geração eólica denominadas Jerusalém I, II, III, V, VI, IV, ambas localizadas no município de Lages, Rio Grande do Norte. A informação consta na edição da última sexta-feira, 25 de janeiro, do Diário Oficial da União.

As EOLs, que também foram confirmadas pelo MME como projetos prioritários e enquadradas junto ao Reidi, são de posse da EDP Renováveis Brasil e tem o cronograma de obras previsto para começar em setembro de 2022, indo até dezembro de 2023. Os empreendimentos irão demandar diferentes aportes: R$ 151,8 milhões (I e IV), R$ 151,6 milhões (II), R$ 149,3 milhões (III e V) e R$ 148,8 milhões (VI), sem contar a incidência de impostos.