Ministro diz que leilões comprovam melhora no ambiente de negócios do setor

Em menos de uma semana, foram realizados um leilão de transmissão e dois de energia nova com inicio de entrega em quatro e em seis anos

Sueli Montenegro Da Agência CanalEnergia
20/12/2017

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, afirmou em nota divulgada pelo ministério que o resultado dos leilões de geração e transmissão são uma prova do interesse dos investidores e da melhora no ambiente de negócios do setor elétrico. Para o ministro,“com a retomada da economia, o fornecimento de energia para o setor produtivo, o comércio e para todos os demais consumidores brasileiros está garantido, a preços cada vez mais competitivos”.

Coelho Filho disse que os investimentos em infraestrutura feitos pelo setor privado vão impulsionar a economia em diferentes regiões e  gerar milhares de empregos e renda. Segundo a nota do MME, o ministro comemorou com a equipe do ministério o resultado do leilão A-6, realizado nesta quarta-feira, 20 de dezembro.

No certame foram contratados 63 novos empreendimentos de geração com potência instaladas de 3.841 MW potência e  2.930 MW médios de energia negociada, cujos investimentos estão estimados em R$ 13,9 bilhões. Os projetos são de fonte eólica, hídrica e termelétrica a gás e biomassa.

Na ultima segunda-feira, 18,  foi realizado o leilão A-4, que teve 25 projetos de geração vencedores, com capacidade instalada total de 675MW.  Os contratos somaram 220,2 MW médios, com inicio de entrega em 2021.

Na sexta-feira passada, 15, foi promovido o segundo leilão de transmissão de 2017, com a venda de todos os 11 lotes de concessões ofertados e deságio médio de 40,46 % em relação ao preço inicial. O investimento previsto na construção de 4.919 km de linhas de transmissão e de várias subestações é de R$ 8,75 bilhões.