Mercado fio da Copel cresce 3,5% no 1º trimestre

Com 4,5 milhões de unidades consumidoras, venda de energia no mercado cativo recua 11,3%

Da Agência CanalEnergia Operação e Manutenção
05/05/2017

O mercado fio da Copel-D cresceu 3,5% no primeiro trimestre de 2017. A empresa divulgou na última quinta-feira, 4 de maio, seu desempenho operacional. Esse mercado é composto pelo mercado cativo, pelo suprimento a concessionárias e permissionárias no estado do Paraná e pela totalidade dos consumidores livres na área de concessão. A energia vendida por esse mercado no trimestre chegou a 7.438 GWh.

No mercado cativo, em que a distribuidora totalizou 4.501.853 unidades consumidoras, a venda de energia ficou em 5.336 GWh, recuando 11,3% na comparação com o mesmo período do ano passado. A queda no consumo das classes industrial e comercial, causada pela forte migração para o ambiente livre, teve influência no resultado. O consumo industrial diminuiu 44,2%, enquanto o comercial, 8,2%. Já a classe residencial apresentou crescimento de 6,6% na energia vendida, enquanto o seu consumo médio cresceu 4,4%, chegando a 175 kWh. A classe rural registrou acréscimo de 2,6% no consumo no primeiro trimestre de 2017, totalizando 630 GWh. Em março, ela representou 11,8% do mercado cativo da Copel, com 358.847 consumidores.

O total de energia comercializada pela empresa, que engloba as vendas da Copel-D, da Copel GT, dos Complexos Eólicos e da Copel Comercialização em todos os mercados, atingiu 10.343 GWh no primeiro trimestre de 2017, representando uma queda de 6,8%. Os 10.349 GWh registrados neste primeiro trimestre do ano foram inferiores aos 11.097 GWh do mesmo trimestre de 2016.