Leilão de descontração tem forte competição no produto eólico

Tudo indica que a disputa solar foi concluída. Não houve negociação da fonte hidráulica. Certame já dura mais de seis horas.

Da Agência CanalEnergia 
28/08/2017

O leilão de descontratação, iniciado às 10h, já dura mais de 6 horas de negociação e indica uma forte competição no produto eólico, que está com preço corrente de R$ 215,09/MWh. O produto solar travou com preço corrente de R$ 305,45/MWh. O certame pode acabar a qualquer momento.

O ICP Corrente reflete o preço do último projeto qualificado. O ICP corrente é a soma do lance mais o prêmio inicial, estipulado em R$ 33,68/MWh. Ao contrário dos leilões de contratação, que o vencedor é aquele que oferece o menor preço pela energia, no mecanismo de descontratação a proposta ganhadora será aquela que oferecer o maior valor, que levará em conta o preço negociado nos respectivos leilões de reserva (vantajosidade da descontratação), associado ao pagamento de prêmio.

O leilão reverso, com o objetivo de descontratar energia de reserva, segue com a negociação apenas de projetos eólicos. Tudo indica que a disputa solar foi concluída. Não houve negociação da fonte hidráulica. O certame é visto pelo mercado como uma oportunidade para empreendedores devolverem projetos que perderam a viabilidade econômica e financeira sem grandes penalizações.

Da Agência CanalEnergia

Leilão de descontração tem forte competição no produto eólico

Tudo indica que a disputa solar foi concluída. Não houve negociação da fonte hidráulica. Certame já dura mais de seis horas.

O leilão de descontratação, iniciado às 10h, já dura mais de 6 horas de negociação e indica uma forte competição no produto eólico, que está com preço corrente de R$ 215,09/MWh. O produto solar travou com preço corrente de R$ 305,45/MWh. O certame pode acabar a qualquer momento.

O ICP Corrente reflete o preço do último projeto qualificado. O ICP corrente é a soma do lance mais o prêmio inicial, estipulado em R$ 33,68/MWh. Ao contrário dos leilões de contratação, que o vencedor é aquele que oferece o menor preço pela energia, no mecanismo de descontratação a proposta ganhadora será aquela que oferecer o maior valor, que levará em conta o preço negociado nos respectivos leilões de reserva (vantajosidade da descontratação), associado ao pagamento de prêmio.

O leilão reverso, com o objetivo de descontratar energia de reserva, segue com a negociação apenas de projetos eólicos. Tudo indica que a disputa solar foi concluída. Não houve negociação da fonte hidráulica. O certame é visto pelo mercado como uma oportunidade para empreendedores devolverem projetos que perderam a viabilidade econômica e financeira sem grandes penalizações.