Gamesa vai votar fusão com divisão eólica da Siemens no dia 25 de outubro

Acionistas ainda deverão votar nova composição acionária e alteração no número de diretores. Fusão cria player com receita de € 9,9 bilhões

Da Agência CanalEnergia Negócios e Empresas
19/09/2016

A fabricante de aerogeradores Gamesa decidiu nesta segunda-feira, 19 de setembro, convocar Assembleia Geral Extraordinária para aprovar a fusão com a divisão de eólicas da Siemens. A reunião será realizada no próximo dia 25 de outubro na Espanha. Os acionistas da Gamesa ainda deverão deliberar sobre outros aspectos necessários para aprovar a operação entre as duas empresas. A Gamesa pretende absorver a empresa que abriga a parte eólica da Siemens em troca de ações recém-emitidas dela. Na operação, a Siemens deve ficar com 59% da empresa e a Iberdrola, com 8%.

Os acionistas da Gamesa também deverão deliberar sobre a distribuição de dividendo extraordinários de € 3,59 por ação, que deverão ser entregues por ela aos acionistas - com exceção da Siemens  - após o término da fusão. A agenda inclui ainda o aumento no quadro de diretores, passando de 12 para 13 o número de componentes, além da escolha de novos nomes, que tomarão posse após o fim da fusão, no primeiro trimestre de 2017.

Depois de aprovada, a fusão entre a Gamesa e a divisão de negócios eólicos da Siemens vai dar origem a um player global com 69 GW instalados, carteira de encomendas de € 21 bilhões e receita de € 9,9 bilhões. A Siemens vai manter a empresa sediada em Viscaya e ter as suas demonstrações financeiras listadas na Espanha. Depois que a fusão for aprovada, a transação vai passar pelo crivo das autoridades financeiras e regulatórias espanholas.