Fitch atribui rating da 1ª emissão de debêntures da Ventos de São Vicente

Primeira emissão tem vencimento em 2024. Premissa é negativa

Da Agência CanalEnergia 
11/07/2017

A Fitch Ratings colocou, na última segunda-feira, 10 de julho, em observação negativa o Rating Nacional de Longo Prazo da primeira emissão de debêntures da Ventos de São Vicente Energias Renováveis S.A. A primeira emissão de debêntures, no montante de R$ 100 milhões, tem vencimento em junho de 2024.

A premissa negativa reflete a mudança da visão da Fitch sobre a qualidade de crédito da da fiadora, Votorantim S.A, que garante o pagamento pontual de principal e juros das debêntures, até o vencimento final. O rating também reflete a existência de cláusulas de vencimento antecipado relacionadas a um eventual pedido de recuperação judicial ou falência da Votorantim.

O rating da primeira emissão de debêntures da Ventos de São Vicente está diretamente vinculado à qualidade de crédito da garantidora das debêntures. Alterações na visão da Fitch sobre a qualidade de crédito da garantidora poderão afetar o rating da emissão.

O Complexo Eólico Ventos de São Vicente apresenta capacidade instalada consolidada de 205,8 MW, dividida em sete SPEs. Os parques eólicos estão localizados na fronteira dos estados de Piauí e Pernambuco.

Os parques encontram-se, ainda, em fase de construção, com expectativa de conclusão para dezembro de 2017, antes da obrigação estabelecida nos Contratos de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado (CCEARs), que estabelece início de operação comercial em janeiro de 2018. Os parques se conectarão ao Sistema Interligado Nacional (SIN) por meio da subestação Curral Novo do Piauí II, via linha de transmissão de apenas 3,5 km.

As debêntures emitidas pela sub-holding Ventos de São Vicente complementam o financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) às sete SPEs que detêm autorização para explorar os parques eólicos, perfazendo um investimento total de R$ 1,2 bilhão. A estrutura das debêntures não inclui garantia real sobre os ativos do projeto ou contas bancárias, mas conta com a garantia corporativa da Votorantim.