Fitch atribui Rating da 1ª Emissão de Debêntures da Calango 6

Primeira emissão tem vencimento em 2028. Observação é positiva

Da Agência CanalEnergia 
19/06/2017

A Fitch Ratings colocou, na última sexta-feira, 16 de junho, em observação positiva o Rating Nacional de Longo Prazo da primeira emissão de debêntures da Calango 6 Energia Renovável S.A. A primeira emissão de debêntures, no montante de R$ 43,5 milhões, tem vencimento em junho de 2028.

A Observação Positiva reflete a mudança da visão da Fitch sobre a qualidade de crédito da acionista indireta mais fraca do projeto. Em 8 de junho, a Neoenergia S.A. (Neoenergia, sem rating público pela Fitch), uma das acionistas da Calango 6, divulgou ao mercado a celebração de acordo de associação para regular a incorporação, pela companhia, da Elektro Holding S.A. (Elektro, sem rating público pela Fitch) — outra acionista do projeto —, bem como um novo acordo de acionistas em substituição ao vigente. A eficácia do novo acordo de acionistas está sujeita à verificação de algumas condições suspensivas, dentre as quais a aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O rating reflete a qualidade de crédito da acionista indireta mais fraca do projeto. São acionistas do projeto, por meio da subholding Força Eólica do Brasil S.A. (FEB), a Neoenergia e a Elektro, cada qual com 50%.

Os parques eólicos das SPEs Calango 6, Santana 1 e Santana 2, têm, juntos, capacidade instalada total de 84 MW e estão localizados nas cidades de Bodó e Lagoa Nova, no Rio Grande do Norte. Os parques estão conectados à estação coletora de energia Lagoa Nova II, já operacional.

As acionistas garantem, na proporção de 50% cada e de forma não solidária, o pagamento de principal e juros das debêntures até seu vencimento final, em junho de 2028. O rating também reflete a existência de cláusulas de vencimento antecipado relacionadas a um eventual pedido de recuperação judicial ou falência dos acionistas/garantidores.