Eólicas são autorizadas a participar do MCSD de Energia Nova de abril

Autorização envolve a redução de contratos de energia negociados no A-5 de 2013

Sueli Montenegro Regulação e Política
28/03/2017

A Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou a participação de usinas eólicas com energia negociadas no leilao A-5 de 2013 no processamento de abril do Mecanismo de Compensação de Sobras e Déficits de Energia Nova para a redução permanente dos contratos. Com a decisão, a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica deverá  estender o prazo de declaração dos geradores na modalidade MCSDEN A4+, desde que ele não ultrapasse a data de realização do Leilão A-5 ou do processamento que ocorrer após o Leilão A-1.

A  autorização foi aprovada pela diretoria da agência ao analisar pedido da Associação Brasileira de Energia Eólica. O leilão A-5 teve a contratação de energia de 119 projetos de geração com 3.507 MW de potência instalada para início de suprimento a partir de 1º de maio de 2018. Desse total, 2.337,8MW são de projetos de fonte eólica localizados nos estados da Bahia, Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.