DNV GL traz ferramenta para monitoramento de projetos eólicos

À medida que a indústria eólica na América Latina amadurece, indica a empresa, existe uma pressão constante para reduzir custos e aumentar o rendimento das turbinas

Da Agência CanalEnergia 
24/09/2018

A consultoria DNV GL trouxe ao Brasil a sua primeira ferramenta digital online chamado de WindGEMINI que fornece aos proprietários e operadores de parques eólicos informações detalhadas sobre a condição e o desempenho das turbinas eólicas, permitindo a tomada de decisões mais informadas sobre esses ativos. O software pode ser usado para monitorar qualquer turbina, independentemente de sua marca ou modelo, para aumentar a produção e avaliar a vida operacional e integridade da turbina.

De acordo com a companhia, à medida que a indústria eólica na América Latina amadurece, existe uma pressão constante para reduzir custos e aumentar o rendimento das turbinas eólicas. O produto da consultoria usa algoritmos e modelos de simulação baseados na modelagem física e estrutural das turbinas, incluindo um estimador de vida residual e um monitor de integridade estrutural. E ainda, analisa vastas quantidades de dados SCADA que as turbinas já coletam e fornece análises de prognóstico e estimativas de vida remanescentes para as turbinas e seus principais componentes.

A ferramenta promete fornecer uma estimativa do desgaste dos componentes e pode ser usado para identificar oportunidades de prolongar a vida útil ou atualizar as turbinas. Realizar uma análise preditiva do sistema de transmissão através da identificação de padrões indicativos de modos de falha incipientes. O sistema gera alertas com níveis de confiança variáveis, e as informações podem ser usadas para evitar que falhas ocorram, otimizar inspeções e reduzir o tempo de inatividade.

E ainda, identificar mudanças nas curvas de potência dos aerogeradores e modos de controle subótimos, permitindo que sejam feitas correções para recuperar quaisquer potenciais perdas de energia. O módulo de monitoramento da integridade estrutural utiliza registros de alta frequência para identificar problemas, como desequilíbrio do rotor e degradação da fundação, que podem ter um efeito adverso na captura de energia e na vida útil da turbina.