Distribuidoras ganham prazo para declarar demanda para leilão de energia existente

Concessionárias poderão ratificar e retificar as declarações de necessidade até 23 de novembro

Da Agência CanalEnergia 
14/11/2018

As distribuidoras ganharam mais tempo para realizar as declarações de demanda para os leilões de energia existente A-1 e A-2. As concessionárias poderão ratificar e retificar as declarações de necessidade até 23 de novembro, conforme Portaria Nº 474, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 14. Os leilões estão marcados para o dia 7 de dezembro.

O Ministério de Minas e Energia estabeleceu preço inicial de R$ 170/MWh para a energia contratada no leilão A-1 e de R$ 162/MWh para os contratos do leilão A-2 de 2018. Esses leilões são destinados à contratação de energia de empreendimentos existentes na modalidade disponibilidade para usinas termelétricas a biomassa e agás natural; e por quantidade para empreendimentos de fonte hídrica e usinas eólicas. Pelas regras dos certames, os custos decorrentes do risco hidrológico serão integralmente assumidos pelos vendedores.

O período de suprimento do A-1 será de janeiro de 2019 a dezembro de 2020, e o do A-2 de janeiro de 2020 a dezembro de 2021. Poderão participar empreendimentos que estiverem em operação até a data de publicação do edital.