Cotesa faz O&M em equipamentos de alta tensão da UHE Santo Antônio

Empresa já atuava na manutenção de LTs da usina no rio Madeira

Da Agência CanalEnergia 
16/07/2018

A Cotesa Engenharia está atuando desde o início do mês passado na manutenção dos equipamentos na subestação de alta tensão da UHE Santo Antônio (RO – 3.568 MW). A empresa já fazia a cerca de cinco anos a O&M das linhas de transmissão que conectam a hidrelétrica do rio Madeira com a com a SE Porto Velho. Rafael Franzoni, diretor de operações da empresa, destacou a importância da Cotesa estar em uma usina com a importância de Santo Antônio, uma das maiores do Brasil. “Agregar novas oportunidades na usina nos deixa felizes, é uma enorme satisfação. O cliente está satisfeito com a nossa maneira de atuar”, afirma.

O diretor da Cotesa conta que o trabalho de manutenções corretivas e preventivas será feito por uma equipe de quatro pessoas, sendo que um será o supervisor local e os outros três, os técnicos com experiência em subestações e equipamentos. Ainda de acordo com Fresoni, os equipamentos blindados onde a empresa está fazendo as atividades corretivas e de manutenção não são usuais no mercado, mas sem constituir algum tipo de problema. “Eles fogem do dia a dia normal da manutenção das subestações, mas já atuamos com equipamentos dessa característica”, observa.

O trabalho em Santo Antônio aumenta a expertise da empresa. Ela também atua na outra usina do Madeira, a de Jirau (RO – 3.750 MW) e tentou a usina de Belo Monte. Embora não existam tantas usinas com as mesmas características, ela busca os grandes empreendimentos, mas sem deixar de lado as demais atividades nos seus outros segmentos de atuação. “Continuamos atuando nas transmissoras, geradoras de menor magnitude, PCHs e eólicas e solares, buscando um incremento”, avisa.

Nos últimos meses, a Cotesa fechou contratos com a termelétrica Fortaleza, da Enel; com a transmissora Santa Maria, no Rio Grande do Sul e para a operação remota de duas PCHs também no Rio Grande do Sul. O plano estratégico da empresa prevê que ela também busque contratos na área de renováveis, não ficando centrada em apenas um grupo de clientes. A Cotesa já faz o O&M de cerca de 1,6 GW de renováveis, em que as eólicas estão em maior número.