Copel revisa dois cronogramas de obras

Complexo eólico Cutia deve iniciar operação este mês e a UHE Colíder em outubro, ambas estavam previstas para agosto

Da Agência CanalEnergia 
03/09/2018

A Copel atualizou o cronograma de entrada em operação comercial de dois ativos de geração de energia. No complexo eólico Cutia, viabilizado por meio do 6º Leilão de Energia de Reserva, realizado em outubro de 2014, a data anteriormente prevista de agosto de 2018, foi revisada para setembro de 2018, cerca de um ano depois do previsto inicialmente.

De acordo com o Contrato de Energia de Reserva (CER), a receita prevista para o período de 1º de outubro de 2017 até a entrada em operação comercial de cada unidade geradora dos parques eólicos ficará retida e será utilizada para abater os ressarcimentos devidos por eventual geração anual e/ou quadrienal abaixo do montante contratado, enquanto que eventual remanescente positivo será lançado como crédito. Por se tratar da modalidade energia de reserva, a não entrega do montante de energia não sujeita o vendedor à exposição financeira no mercado de curto prazo.

Para a UHE Colíder (MT, 300 MW), negociada em janeiro de 2011, a data de início de suprimento da primeira unidade geradora foi revisada para outubro de 2018, anteriormente prevista para agosto de 2018. O empreendimento está em fase final de comissionamento. A usina deveria ter entrado em operação no início de 2016.