Complexo eólico da Copel tem operação comercial adiada para junho de 2018

Empreendimento é composto por sete parques localizados no RN e tem 180,6 MW de capacidade instalada

Da Agência CanalEnergia 
06/10/2017

A Copel informou nesta sexta-feira, 6 de outubro, que a entrada em operação comercial do Complexo Eólico Cutia, prevista originalmente para este mês de outubro, foi revisada para junho de 2018. O Complexo Eólico Cutia, composto por sete parques eólicos localizados no Rio Grande do Norte, possui 180,6 MW de capacidade instalada total e 71,4 MW médios de garantia física. Sua energia foi comercializada no 6º Leilão de Reserva, em 2014, com início de suprimento previsto para 1º de outubro de 2017.

O Contrato de Energia de Reserva prevê que a receita estimada entre 1º de outubro e a entrada em operação das unidades geradoras ficará retida e será utilizada para abater os ressarcimentos devidos por eventual geração anual e/ou quadrienal abaixo do montante contratado, enquanto que eventual remanescente positivo será lançado como crédito. Ainda de acordo com o CER, a não entrega do montante de energia não sujeita o vendedor à exposição financeira no Mercado de Curto Prazo.