BNDES: puxado pelas eólicas, desembolsos para energia chegam a R$ 1,65 bilhão

Setor respondeu por quase a metade dos R$ 4 bilhões desembolsados pelo banco no período. Aprovações para energia ficaram em R$ 5,1 bilhões

Pedro Aurélio Teixeira Da Agência CanalEnergia
25/04/2018

O Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico desembolsou R$ 1,65 bilhão para o setor de energia no primeiro trimestre do ano. Dentro da área da infraestrutura, o setor elétrico se destacou, sendo responsável por 14,9% do total desembolsado pelo banco nessa área, de R$ 4 bilhões e 36% do total. Os investimentos em parques eólicos no Nordeste puxou os aportes — a região recebeu R$ 2 bilhões no trimestre e R$ 13,6 bilhões nos últimos 12 meses, com crescimento de 15% na comparação com os 12 meses anteriores. A infraestrutura também superou nos desembolsos as áreas de Agropecuária, Indústria e Comércio e Serviços, que foram de R$ 2,7 bilhões, R$ 1,7 bilhão e R$ 2,6 bilhões, respectivamente.

Nas aprovações, energia teve no trimestre R$ 5,1 bilhões aprovados, 32% do total de R$ 16 bilhões. Nos últimos 12 meses, foram R$ 17 bilhões para energia pelo banco. O BNDES aprovou R$ 6,6 bilhões para a área de infraestrutura no trimestre e energia também foi o setor que mais aprovou. Nas consultas, novamente o setor elétrico teve bom desenho, com R$ 3,52 bilhões. O valor foi 26,2% dos R$ 13,4 bilhões aprovados no trimestre. As consultas para infraestrutura ficaram em R$ 5 bilhões de um total de R$ 13,4 bilhões.

Já os enquadramentos do BNDES para o setor elétrico de janeiro a março chegaram a R$ 3,19 bilhões no trimestre, cerca de 26,6% dos R$ 11,9 bilhões que o banco enquadrou. Os enquadramentos para infraestrutura ficaram em R$ 4,56 bilhões, 38,1% do total.