Aneel mantém revogação de outorgas da Bioenergy

Projetos eólicos deveriam serem instalados originalmente no Rio Grande do Norte

Wagner Freire Regulação e Política
27/09/2016

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica manteve nesta terça-feira, 27 de setembro, sua posição de revogar as outorgas dos projetos eólicos Caiçara do Norte 1 (13,7 MW), Caiçara 2 (14,5 MW) e Miassaba 4 (13,5MW), viabilizados pela Bioenergy no leilão de energia de reserva nº 3 de 2011. 

Na avaliação da Aneel, o agente não apresentou fato novo capaz de alterar as decisões tomadas pela agência em maio deste ano. "[...] Foi demonstrado a exaustão nos autos que as recorrentes foram omissas e diretamente responsáveis pelo descumprimento do cronograma de implantação das centrais eólicas." Os projetos eólicos deveriam serem instalados originalmente no Rio Grande do Norte.