Aneel altera redução da receita anual da Xingu Rio Transmissora

Valor a ser deduzido da RAP pela alteração no projeto da LT Terminal Rio-Nova Iguaçu passou de R$ 4,507 mi para R$ 4,446 milhões

Agência CanalEnergia 
07/08/2018

A Agência Nacional de Energia Elétrica alterou o valor a ser deduzido da Receita Anual Permitida de instalações da Xingu Rio Transmissora de Energia, que passou de R$ 4,507 milhões para R$ 4,446 milhões, a preço de março de 2015. Responsável pela concessão da linha de transmissão em 500 kV Terminal Rio-Nova Iguaçu, a XRTE defendia a revisão da receita em, no máximo, R$ 832 mil.

A redução do valor da RAP  foi estabelecida pela Aneel em março desse ano, como resultado da substituição pela transmissora de dois circuitos simples de 500 kV, que conectariam as subestações Terminal Rio e Nova Iguaçu, por um circuito duplo em 500 kV com a mesma capacidade de transmissão. A XRTE alegou dificuldades socioambientais na região da Baixada Fluminense e solicitou a aprovação da mudança no projeto básico da linha. O empreendimento integra um conjunto de instalações de transmissão destinadas ao escoamento da energia da hidrelétrica de Belo Monte para a região Sudeste.

A XRTE terá 30 dias para assinar o aditivo que prevê a alteração na receita do contrato de concessão. A Aneel condicionou a assinatura do documento à manutenção da declaração de utilidade pública de áreas de terra destinadas à passagem da linha de transmissão.