Alubar recebe aval do Cade para vender participação em transmissora

Segundo a fabricante de fios, a operação ocorre no contexto de estratégia financeira e econômica

Da Agência CanalEnergia 
06/05/2019

A Alubar, fabricante de fios, condutores e cabos elétricos, recebeu aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para seguir com o processo de venda de 10,76% das ações na empresa Amazônia-Eletronorte Transmissora de Energia (AETE), empresa que explora a concessão do sistema de transmissão LT 230 kV Coxipó-Cuiabá-Rondonópolis, em Mato Grosso. A compradora é a APETE, sociedade de propósito específico constituída nos termos do Consórcio Olympus, entre Alupar Investimento (25,5%) e o fundo de investimento Perfin Apollo (74,5%).

“De acordo com as requerentes, para a compradora, a operação confirma seu objetivo de ampliar a sua participação na AETE, de modo a desenvolver e seguir investindo em infraestrutura no setor de energia, que tende a apresentar retornos financeiros. Já para a vendedora, a operação ocorre no contexto de estratégia financeira e econômica, por entender que as condições da venda de sua participação minoritária na AETE, em condições semelhantes à venda da participação detida pela Eletrobras, trazem vantagem para a vendedora que justificam, neste momento, a alienação do investimento”, diz a  autorização publicada nesta segunda-feira, 6 de maio, no Diário Oficial da União.

A Alupar opera 29 sistemas de transmissão, totalizando 7.929 km de linhas, comprazo de concessão de 30 anos, que representa 5,61% da extensão total da rede de transmissão do Sistema Interligado Nacional (SIN) em 2017. Alupar também detém a concessão/autorização de dez ativos, que totalizam 687,0 MW de capacidade instalada, sendo 580,0 MW decorrentes de três UHEs, quatro PCHs e um projeto eólico em operação.

O fundo Apollo 16 possui participação em 5 sociedades que detêm concessão para a transmissão de energia elétrica, com uma extensão total de 1.775 Km. Todas as sociedades são pré-operacionais e fazem parte do grupo econômico da Alupar.