Senai-CE vai ter centro de certificação em energia fotovoltaica

Objetivo é certificar profissionais que já atuam na área

Da Agência CanalEnergia 
20/07/2018

O Senai do Ceará vai inaugurar em agosto deste ano um Centro de Certificação em Energia Fotovoltaica. O curso será oferecido na unidade de Barra do Ceará, na capital Fortaleza. O objetivo do centro vai ser certificar profissionais que já atuam na área. De acordo com Francisco Sales, gerente da unidade em que os interessados poderão fazer a certificação, a previsão é que até o fim do ano cerca de 50 pessoas recebam a certificação. “O programa é direcionado àqueles que tem o conhecimento e o absorveram de outra forma. Aí eles vêm ao Senac e através de exames teóricos e práticos e nós os certificamos”, explica.

O gerente do Senai conta que a crescente demanda de instalações de sistemas fotovoltaicos para geração distribuída no estado foi uma das motivações para a criação do centro de certificação. A outra é para afastar pessoas não qualificadas da realização de instalações, uma vez que a geração distribuída é uma tecnologia recente. “Isto nos preocupa por conta que é uma atividade de risco e pode gerar acidentes”, avisa.

Os critérios que vão conferir a certificação foram elaborados por um comitê técnico-setorial, formado por sindicatos, trabalhadores e empresas do setor. A partir daí definiu-se quais as competências que o pretendente ao certificado deveria ter e que lhe será cobrado na avaliação. “É para um eletricitário que aprendeu por conta própria ou com outra pessoa a competência. Em um dia ele faz o exame técnico e no outro o prático”, revela. Sales conta que sete profissionais do Senai participam da equipe de certificação. Os integrantes do Senai envolvidos foram capacitados por meio de um convênio com a agência de cooperação técnica alemã GIZ para certificação e capacitação.

O centro já tem o aval do Senai Nacional e aguarda a homologação. Além da certificação, o Senai-CE também tem investido na área de energia fotovoltaica. Com um curso na área de qualificação e dois na área de aperfeiçoamento, 300 profissionais já foram capacitados em cursos de 160 horas.