Reforços em SE da Cteep em Guarulhos conseguem enquadramento ao Reidi

Lote de Leilão de LTs e usina solar do Piauí também recebem aval para entrar no regime

Da Agência CanalEnergia Negócios e Empresas
15/03/2017

O Ministério de Minas e Energia aprovou na última terça-feira, 14 de março, o enquadramento de reforços na Subestação Norte ao Regime Especial de Incentivos ao Desenvolvimento da Infraestrutura. A Subestação é de propriedade da Cteep e fica localizada na cidade de Guarulhos (SP). Os reforços vão compreender instalações de módulos de conexão, proteções de barra e substituições de transformador de aterramento. As obras vão de novembro de 2016 a janeiro de 2018 e vão custar R$ 52,9 milhões, sem a incidência de impostos.

Outro empreendimento de transmissão que conseguiu enquadramento ao Reidi foi o lote F do Leilão nº 013/2015 da Agência Nacional de Energia Elétrica. O lote compreende a LT Bandeirante - Piratininga II, em 345 kV, subterrâneas, primeiro e segundo circuitos, com origem na SE Bandeirantes e término na SE Piratininga II; ale de entradas de Linha, Interligações de Barramentos e barramentos. O período de obra vai de 21 de novembro de 2016 até 27 de junho de 2020. A execução do projeto vau custar R$ 715,7 milhões, sem impostos.

Quem também teve aceito pedido para entrar no Reidi foi a usina Solar Sertão 1. Localizada na cidade de João Costa (PI), a usina vai ter 30 MW de potência, espalhada em trinta unidades geradoras de 1 MW cada. As obras serão realizadas entre junho de 2016 até dezembro de 2017. A usina vai custar R$ 170,1 milhões, sem a cobrança de impostos.