Projeto de eficiência energética já instalou 200 equipamentos de energia solar em SC

Parceria entre a Celesc e a Engie Solar subsidiou 60% da aquisição de sistemas fotovoltaicos

DA AGÊNCIA CANALENERGIA 
05/07/2017

O Projeto Bônus Eficiente Linha Fotovoltaica, uma parceria entre a Celesc e a Engie Solar, já subsidiou em 60% a aquisição de sistemas fotovoltaicos residenciais para mil catarinenses, atingindo nesta semana a marca de 200 equipamentos instalados. A previsão é que a fase de instalações seja completada ainda em 2017.

A iniciativa é um marco para a energia solar no país, tanto por sua proposta inédita de oferecer subsídio na compra quanto pelo número de unidades disponibilizadas. Para se ter ideia, atualmente, em todo país, existem apenas 11 mil desses sistemas conectados à rede elétrica.

Para viabilizar o projeto, a Celesc destinou R$11,3 milhões do Programa de Eficiência Energética da Aneel. Os consumidores aprovados adquiriram sistemas fotovoltaicos de 2,6 kWp, pagando apenas R$ 6.682,33, ou seja, 40% do custo total praticado no mercado.

“O Bônus Fotovoltaico é uma ação de eficiência energética inédita em território nacional. Vamos expandir o número de residências em Santa Catarina com sistemas fotovoltaicos, e, assim, o Estado estará na vanguarda da microgeração solar distribuída no Brasil” afirmou Cleverson Siewert, presidente da Celesc.

A Engie Solar está com 13 equipes e 39 profissionais dedicados ao Projeto e já completou 90% das instalações na região de Florianópolis. “É uma iniciativa muito grande e que demanda uma atenção especial. Contratamos e treinamos novos profissionais e já realizamos mais de 1700 visitas em residências. Apesar de um período de chuvas acima da média nos últimos meses, estamos conseguindo manter o cronograma e devemos encerrar as instalações neste ano”, explicou Rodolfo de Sousa Pinto.