Projeto brasileiro de energia solar está na final de concurso internacional

Disputa vale pacote de treinamento personalizado no valor equivalente a mais de US$ 100 mil

Da Agência CanalEnergia PeD e Tecnologia
20/04/2017

Dois países da América Latina estão bem posicionados no Bright Minds Challenge, desafio global criado pela DSM em conjunto com várias empreas e instituições para buscar soluções inovadoras em energia solar e armazenamento de energia. Dos três projetos finalistas, um é do Brasil (Solar Ear) e um é da Argentina (Inquimae) – o outro é da Tanzânia (Cellulike).   Estes projetos disputam um pacote de treinamento personalizado nas áreas comercial, técnica e orientação para ajudá-los a trazer seus protótipos de produtos para o mercado o mais rápido possível. Em junho, o vencedor será anunciado e receberá 500 horas de apoio personalizado (equivalente a mais US$ 100 mil) para avançar rapidamente com sua solução.

“A DSM acredita que a ciência pode mudar o mundo e, por meio das suas empresas, cria soluções para melhorar a vida das pessoas atualmente e para as gerações futuras. Como sabemos que existem muitas mentes brilhantes e ainda desconhecidas em todo o mundo, com grandes ideias e soluções para os principais problemas da humanidade, a DSM quer ajudar a transformar projetos em realidade”, afirma o presidente da DSM na América Latina, Maurício Adade.

O Bright Minds Challenge foi criado pela DSM, empresa global baseada na ciência, com atividades nas áreas de saúde, nutrição e material, juntamente com a Accenture; Centro Nacional Chinês de Supervisão e Inspeção da Qualidade de Produtos Solares Fotovoltaicos (CPVT); Greentown Labs; Laboratório Nacional de Energia Renovável do Departamento de Energia dos Estados Unidos, Centro de Empreendedorismo Social da Skoll; Universidade de Oxford; Solarcentury; SolarAid e Sungevity.