Mercado de certificados de energia renovável cresce 100% em 2018

No ano passado, foram emitidos 229,3 certificados, mais que o dobro do resultado de 2016

Da Agência CanalEnergia 
11/05/2018

O mercado nacional de certificação de energia renovável mantém trajetória de crescimento. De janeiro até 7 de maio, o número dos chamados Certificados de Energia Renovável (CER) emitidos alcançou 83,6 mil unidades, um crescimento de mais de 100% em relação ao mesmo período de 2017 quando foi registrada a emissão cerca de 40 mil RECs. Os dados são do Instituto Totum,  emissor local dos papeis no Brasil, credenciado pela organização mundial I-REC Services. O programa tem parceria com a Abragel, a ABEEólica, apoio da CCEE e da Abraceel.

Desde 2013, quando passou a contar com um sistema estruturado de registro, emissão e transação de RECs, o mercado brasileiro acumula sucessivos recordes de crescimento. No ano passado, foram emitidos exatos 229.319 certificados, mais que o dobro do resultado de 2016. De 2014 até 7 de maio, foram transacionados um total de 434.165 certificados.

O I-REC é uma plataforma internacional de transações que permite aos consumidores adquirirem o certificado de uma energia de fonte renovável rastreada para compensar as emissões pelo consumo de energia de origem fóssil ou de difícil comprovação de origem. Cada certificado equivale a 1 MWh de eletricidade produzida a partir de fontes renováveis.

De acordo com o o diretor presidente do Instituto Totum, Fernando Lopes, o Brasil possui atualmente 34 usinas registradas, aptas a emitir RECs no mercado interno, e até final de 2018, esse número deve subir para mais de 50. Essa previsão se baseia na evolução de contatos e reuniões que vem sendo realizados pelo instituto e também os novos contratos em fase de finalização.  A maioria das 34 usinas é de fonte eólica, mas há também hídricas, pequenas centrais hidrelétricas, solar e biomassa.