Leilão para abastecimento de Roraima ficará para 2019

Estado tem sofrido com interrupções de energia por problemas na linha de transmissão que vem da Venezuela

Da Agência CanalEnergia 
28/08/2018

O secretário de Planejamento Energético do Ministério de Minas e Energia, Eduardo Azevedo, disse que o leilão para contratação de energia para o atendimento do estado de Roraima deverá ser realizado apenas em 2019, contudo o edital com as regras do certame está programado para ser publicado ainda neste ano. O Governo espera contratar 240 MW médios. “Talvez a gente não consiga contratar neste ano, mas vamos lançar o edital com certeza. A nossa meta é fazer isso em setembro”, disse Azevedo, em entrevista concedida durante a Intersolar South America, em São Paulo, nesta terça-feira, 28 de agosto.

A estado de Roraima tem sofrido com interrupções do fornecimento de energia. A capital Boa Vista é a única que ainda não está conectada no Sistema Interligado Nacional. O atendimento ao estado é feito por meio de uma PCH (6,5 MW), usinas a diesel e uma linha de transmissão que vem da Venezuela. O objetivo do leilão é contratar soluções de suprimento energético para substituir as fontes fósseis e minimizar a dependência da energia que vem da Venezuela. Um dos desafios, explicou Azevedo, é montar uma estratégia para realizar a transição dos contratos vigentes, que precisarão e serão respeitados.

A ideia é contratar energia de fonte solar, biogás, cavaco de madeira e/ou biodiesel. Também está sendo estudado a contratação de sistemas de armazenamento de energia. “O plano A era fazer um leilão só para baterias, mas a gente não consegue porque não tem regulação para isso”, justificou o executivo. A alternativa é incluir as baterias como parte de uma solução de suprimento, por exemplo, sendo utilizada para melhorar o desempenho de uma usina fotovoltaica.