Engie inaugura escritório em São Paulo

Empresa também abriu chamada pública para atrair starutps nas áreas de energia e serviços

Da Agência CanalEnergia 
24/01/2019

DE SÃO PAULO (SP)

A elétrica Engie inaugurou nesta semana um novo escritório em São Paulo. Segundo o diretor Comercial e de Inovação da companhia, Gabriel Mann, o objetivo foi integrar todas as linhas de negócios em um mesmo local e reforçar presença no maior mercado do país. Com 120 funcionários, a nova sede conta com equipes de comercialização de energia, gestão de consumo e eficiência energética; segurança, manutenção e gestão de equipamentos industriais e de climatização, energia solar centralizada e distribuída, entre outros.

“O escritório será uma espécie de show room, similar ao que a gente tem no Rio de Janeiro”, disse o executivo, explicando que o local terá uma sala de operação onde será feito todo o monitoramento de energia de clientes e parte da geração das usinas da Engie. O escritório fica na Berrini, região que agrega outras empresas do mercado de energia.

Mann também contou que a Engie está com chamada pública aberta para atrair startups nas áreas de energia e soluções. A empresa busca por projetos em três áreas: inteligência e monitoramento operacional; análise de perfil de consumo e desagregação de carga; e saúde e segurança do trabalho em atividades descentralizadas. O prazo para recebimento das propostas vai até 31 de maio e os projetos terão duração máxima de 12 meses, com orçamento máximo de R$ 150 mil para cada proposta.

“O processo de seleção vai ocorrer em duas fases. A primeira vamos selecionar 12 startups e na segunda fase seis. A ideia é selecionar ao menos duas empresas para cada desafio. Em um primeiro momento vamos nos aproximar das startups, desenvolver as soluções, para no segundo momento estudar uma eventual entrada no capital dessas empresas”, disse Mann.

A Engie é uma geradora de energia, mas iniciou uma estratégia de diversificar seu negócio. Passou a atuar no Brasil também na área de serviços relacionados à energia, englobando geração solar distribuída, desenvolvimento de soluções integradas, eficiência, telemedição, monitoramento de energia elétrica, cogeração, refrigeração comercial e industrial, segurança, iluminação pública e mobilidade urbana para cidades, infraestruturas e indústria.