Enel vende 540 MW em usinas renováveis por R$ 2,9 bilhões

Transação tem como objetivo disponibilizar recursos que possam financiar futuros desenvolvimentos da Enel em energia renovável no Brasil

Da Agência CanalEnergia 
16/01/2019

DE SÃO PAULO (SP)

A Enel Green Power Brasil vendeu três usinas de fonte solar e eólica no Brasil por 700 milhões de euros, o equivalente a R$ 2,9 bilhões. A compradora foi a chinesa CGN Energy International Holding. Foram negociadas as usinas Nova Olinda (292 MW), localizado no Estado do Piauí, e Lapa (158 MW), situado no Estado da Bahia, além do parque eólico Cristalândia, de 90 MW, também na Bahia.

Em nota divulgada nesta quarta-feira, 16 de janeiro, a Enel explicou que a transação está em linha com o plano estratégico da companhia 2019-2021 e tem como finalidade captar recursos para continuar investindo em novos projetos. Disse que o Brasil é rico em oportunidades e que quer seguir crescendo no país, inclusive com o financiamento de novos investimentos por meio do modelo Build, Sell and Operate (BSO).

“Com a venda desses ativos, estamos captando valor para nosso crescimento no Brasil, onde estamos implementando um grande pipeline de projetos renováveis. Continuamos focados nas oportunidades oferecidas pelo mercado renovável no Brasil e investindo de forma contínua no país, onde a Enel Green Power vai desempenhar um papel ativo por meio do desenvolvimento de novos projetos e da gestão do conjunto de plantas em operação”, disse Antonio Cammisecra, responsável da Enel Green Power.

A conclusão da venda das três plantas está prevista para até o final do primeiro trimestre de 2019, sujeita ao cumprimento de condições prévias, incluindo a aprovação das autoridades antitruste brasileiras. Os valores estão sujeitos a ajustes em linha com as práticas padrão de mercado para este tipo de transação.

As três plantas possuem contratos de venda de energia de longo prazo (PPAs) em vigor. Lapa e Nova Olinda estão apoiadas por contratos de fornecimento de energia de 20 anos que preveem a venda de volumes específicos de energia gerada pelas usinas para a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Cristalândia é apoiada por PPAs de 20 anos com um pool de distribuidoras brasileiras.

Nova Olinda está localizada no município de Ribeira do Piauí. O parque, que é formado por cerca de 930 mil painéis solares em uma área de 690 hectares, pode gerar mais de 600 GWh por ano. Lapa, localizada em Bom Jesus da Lapa, é composta por duas plantas, Bom Jesus da Lapa (80 MW) e Lapa (78 MW), que possuem ao todo cerca de 500 mil painéis solares e que podem gerar cerca de 340 GWh por ano. O parque eólico de Cristalândia está localizado nos municípios de Brumado, Rio de Contas e Dom Basílio e é capaz de gerar cerca de 350 GWh por ano.

A Enel atua no Brasil com geração, distribuição e transmissão de energia por meio da Enel Brasil e suas subsidiárias. No setor de geração, o Grupo Enel é o maior produtor de energia solar e eólica do país em capacidade instalada somando 3 GW. A Enel conquistou contratos para uma capacidade total (eólica e solar) de mais de 1 GW nos leilões A-4 e A-6 em dezembro de 2017. Em distribuição, o Grupo atende mais de 17 milhões de clientes por meio de suas subsidiárias brasileiras em São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro e Goiás. No país, o Grupo também possui e opera duas linhas de transmissão com uma capacidade total de 2.100 MW conectando o país à Argentina.

A Enel Green Power é a linha de negócios do Grupo Enel dedicada ao desenvolvimento e operação de energias renováveis em todo o mundo, com presença na Europa, Américas, Ásia, África e Oceania. A Enel Green Power é líder global no setor de energia verde com uma capacidade gerenciada de cerca de 43 GW em um mix de geração que inclui eólica, solar, geotérmica e hidrelétrica, e está na vanguarda da integração de tecnologias inovadoras em usinas renováveis.