Com retomada de LTs, Alubar investe R$ 100 milhões em ampliação de fábrica

Fabricante de cabos de alumínio espera ampliar capacidade de produção para 80 mil toneladas/ano a partir de 2019

Oldon Machado Da Agência CanalEnergia
29/11/2017

Um dos principais fabricantes de cabos de linhas de transmissão e de distribuição do país, a Alubar se prepara para ampliar sua capacidade produtiva com vistas no crescimento do mercado brasileiro. A empresa vai investir R$ 100 milhões no aumento da produção da fábrica situada em Barcarena (PA) entre o final deste ano e todo o ano que vem, com o objetivo de, já a partir de 2019, atingir a capacidade de processar 80 mil toneladas/ano de cabos de alumínio – o limite atual é de 52 mil toneladas/ano. O investimento é uma resposta à perspectiva positiva que a companhia tem para o mercado brasileiro no médio e longo prazo.

Na avaliação do diretor executivo da Alubar, Maurício Gouvêa, o sucesso do leilão de linhas de transmissão realizado em abril deste ano será replicado no certame marcado para o próximo dia 15 de dezembro, bem como para a licitação de lotes prevista para o primeiro semestre do ano que vem, e a empresa precisa estar preparada para suportar o crescimento da demanda dos novos projetos que já estão saindo do papel. “O mercado interno do segmento de transmissão está fortemente aquecido, como vimos no leilão de abril, e isso se repetirá daqui para frente. A retomada da economia veio para ficar”, avalia ele.

Os investimentos na planta situada na região Norte do país incluem a montagem de uma nova linha de laminação, que vão aumentar em cerca de 50% a capacidade de produção de vergalhão – um dos insumos para a fabricação dos cabos para linhas de transmissão. Além disso, a fabricante aposta alto no desenvolvimento do segmento de distribuição de energia a partir de 2022, como consequência direta da reativação da atividade econômica do país e da maior necessidade de garantia de suprimento para setores como indústria e comércio. “Haverá uma demanda natural por mais rede de distribuição”, diz o diretor da Alubar.

Entre os projetos de destaque que contam com o fornecimento de cabos de alumínio da Alubar estão o da linha de transmissão de 500 kV, com extensão de 43 km, que conecta o parque solar fotovoltaico em Nova Olinda (PI) ao Sistema Interligado Nacional, na cidade de São João do Piauí. A empresa também forneceu os cabos do primeiro bipolo de 800 kV e mais de 2 mil km da usina de Belo Monte (PA – 11.233 MW), ligando a hidrelétrica, na cidade de Altamira, à Estreito, em Minas Gerais. A Alubar também será a fornecedora do segundo bipolo de 800 kV da usina, com cerca de 2,5 mil km, que irá até Paracambi, no Grande Rio.